domingo, 16 de julho de 2017

Batille|Meo Marés Vivas


No dia 14 de Julho, os Bastille apresentaram-se no Meo Marés Vivas, no dia da tomada da Bastilha e no aniversário do vocalista Dan Smith, demasiadas coincidências para um só dia, mas o facto de Dan fazer anos no dia da tomada da Bastilha foi o que deu nome à banda.
Os Bastille têm toda uma produção televisiva por trás do espectáculo, construíram um canal onde vão mantendo o público informado acerca das novidades do "Wild World". 
Começaram exactamente à hora esperada e anunciada no canal Wild World Communications e fizeram o público dançar e saltar sem parar, mesmo na onda Bastille.
Os parabéns a Dan pelo seu 31º aniversário, foram cantados em inglês, a pedido do baterista da banda, o que deixou o vocalista bastante envergonhado.
Durante 'Flaws' (uma das minhas preferidas), Dan atravessou a plateia, sendo abanado pelo público mas sem nunca deixar cair uma nota em vão. Já em cima do palco, fez-nos vibrar com as covers de "No Scrubs" e "Of the Night", que confesso serem das minhas preferidas, junto com "Things We Lost in the Fire", "Bad Blood", "Laura Palmer" e "Oblivion".
Fecharam um concerto sem mais ameaças de volta, que considerei épico.

1 comentário

© the washing machine.
Maira Gall