domingo, 2 de outubro de 2016

Geocaching


Hoje venho falar-vos de um jogo/actividade que me ensina bastante, sobre cultura, história e tantos outros assuntos que fazem parte das suas charadas. De certeza que já ouviram falar de Geocaching.


Gosto imenso de fazer geocaching, sozinha ou com amigos, mas admito que com amigos é prefirível.

O Geocaching é uma caça ao tesouro dos tempos modernos, jogado ao ar-livre no mundo inteiro com receptores de GPS. A ideia base do jogo é dirigir-se até umas coordenadas específicas e encontrar a geocache (recipiente) escondida nesse local.

Como o Geocaching implica a caça de tesouros, e sabendo que esses tesouros são susceptíveis a desaparecer é muito importante que sejamos discretos na sua busca. É por isso que digo que é preferível fazer com amigos, dá para disfarçar muito mais facilmente. Estes tesouros, não são efectivamente tesouros, dependendo do tamanho da cache, mas normalmente todas têm logbook (onde colocamos o nosso nome de geocacher e data e podemos deixar uma pequena mensagem), um lápis/caneta (opcional).
Esta actividade é super divertida porque sempre que procuramos por uma cache (tesouro), essa cache tem informações relevantes sobre o local. Também há geocachers que utilizam as chamadas pistas para nos facilitar a vida quanto à busca pelas caches.


E como é que sabemos onde estão as caches? Ou através do site geocaching.com pelas coordenadas dadas e ajuda de gps, ou através de uma aplicação que nos guie até ao local.
Pessoalmente prefiro utilizar a aplicação chamada c:geo, que permite fazer download das caches para uso offline, é uma aplicação gratuita.
Já tenho algumas histórias para contar que decorreram durante estas geocachadas. Por exemplo, num certo dia ao procurar umas caches perto de casa, com uns amigos aproximaram-se um grupo de pessoas que estavam a claramente a disfarçar (assim como nós) e foi por este incómodo do disfarça/não disfarça que conhecemos outros geocachers e até procuramos a cache juntos.
O geocaching é bastente divertido e dá para todas as idades, se gostam de aproveitar os dias de sol fora de casa é uma boa actividade para ocupar o tempo.

2 comentários

  1. Tentámos procurar uma, certa noite. Foi no Parque das Nações, em Lisboa... Claro que não encontrámos a cache, mas, ao ler os comentários no site oficial, percebemos que ela TINHA de estar lá... Tinha de ser fácil encontrá-la... Voltámos ao sítio, de dia, e, molhada de chichi de cão, lá estava ela... a cache... Claro que não repetimos a experiência, mas tenho uma prima MEGA FÃ que lá me vai narrando as suas aventuras... e eu queria acompanhá-la, mas a memória do chichi ainda está muito presente ;)

    Entretanto, sou nova nestas coisas dos blogs, mas gostava muito de contar com a tua visita =) Um beijinho

    http://obiquinidourado.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Eu amo fazer Geocaching. E dou sempre nas vistas. Eu nunca consigo ser discreta. Eu tento, confesso que tento.

    ResponderEliminar

© the washing machine.
Maira Gall