sexta-feira, 29 de maio de 2015

Dia #29|A book everyone hated but you liked


Como já é conhecido, Saramago tem o dom de 'brigar' muito com Deus, ora como grande amante do escritor que sou, só poderia ter adorado este livro. Claro que os cristão devotos se devem afastar deste livro se não querem ver a sua fé abalada por este Deus vingativo, cruel e orgulhoso que Saramago pinta. Este livro saiu pouco antes da morte do autor, os crentes dizem que foi castigo, eu e mais alguns dizemos que foi de leucemia.

“As crianças, disse Caim, aquelas crianças estavam inocentes, Meu deus, murmurou Abraão e a sua voz foi como um gemido, Sim, será o teu deus, mas não foi o delas.”
 ― José Saramago, Caim


2 comentários

  1. O que li de Saramago deixou-me bastante impressionada, mas essa não seria a minha primeira escolha para continuar a ler o autor. Normalmente, acabo por gostar bastante de livros que utilizam ideias religiosas e as transformam em algo novo, mas ainda não tenho bem uma ideia bem definida sobre os assuntos abordados. Mas pretendo ler tudo o que há de Saramago para ler, logo, este haverá de receber uma oportunidade.
    Beijinhos e Boas Leituras!

    *Mistery

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que se ainda não tens uma ideia feita na tua cabeça não deves ler ainda com risco de ficares com a ideia do Saramago e nem tudo o que está lá é verdade, mas a ideia religiosa por trás da história, a que se diz verdadeira também não sei até que ponto o seja.Mas deves formar uma opinião e só depois ler.
      Beijinhos

      Eliminar

© the washing machine.
Maira Gall